Lupi: criação de vagas em junho fica abaixo do esperado

Categorias: MERCADO DE TRABALHO, ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Brasília - O ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi, disse hoje que a criação de empregos formais no país em junho - que foi de 119.495 novas vagas - ficou abaixo da expectativa. Lupi esperava que junho superasse maio, que registrou 131.557 mil novas vagas com carteira assinada. O número divulgado também ficou abaixo do que foi citado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva na terça-feira, de 136 mil novas vagas formais.

“Esperávamos uma recuperação melhor da indústria de transformação em São Paulo e, particularmente, um resultado melhor da indústria alimentícia”, disse Lupi. O ministro destacou, no entanto, que espera um melhor desempenho do setor industrial neste segundo semestre. Ele afirmou que seu otimismo se sustenta no fato de que vários segmentos da indústria já não têm estoques tão altos quanto no início do ano. “E quando os estoques baixam, eles voltam a produzir”, disse.

Lupi manteve a sua projeção de que, em 2009, o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) vai registrar um saldo líquido, entre contratações e demissões, de pelo menos um milhão de novos empregos. De janeiro a junho, o Caged registra a abertura de 299.506 novos postos de trabalho com carteira assinada. O ministro ainda confirmou sua estimativa de que o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro deve crescer 2% este ano. Segundo ele, suas previsões otimistas de hoje foram sustentadas um pouco mais pelo anúncio de que a economia da China cresceu 7,9% no segundo trimestre de 2009, na comparação com o mesmo período do ano passado.